Lei do retorno


Quando eu penso na lei do retorno, automaticamente me tomo numa maresia e vejo ondas - assim como esse movimento de vai-e-vem que nunca termina, enquanto houver sopro de vida em nós a lei do retorno age dessa forma.

Como ousar pensar que n'um universo tão grande com diversos infinitos, nós pequenos e frágeis grãos de existência somos o centro de tudo? Como pensar que toda e qualquer atitude passaria tão impune? Será apenas coincidência as voltas que a vida dá deixando tão "na cara" situações reversas à atitudes tão nossas e falhas?

Você acredita?
A tal lei do retorno existe sim.

Somos feito de energia.
E através delas conquistamos coisas, boas ou não.
E com atitudes deixamos pequenos pedaços nossos bem energizados que um dia retornam para nós gratuitamente, o tão popular e batido "aqui se faz, aqui se paga". E não é nada difícil perceber o peso e o preço que nos é tirado sem delongas, apenas é retirado e ponto. Parecem palavras que não fazem tanto sentido assim lutando para conquistar um lugar nas entrelinhas de atitudes impensáveis.

Como diria Newton, tudo que vai volta - mais alguns passinhos adiante e damos de cara com aquilo que entregamos, não seria apenas o acaso a gente receber aquilo que desejamos com tanta vontade não é? Por isso cultive sempre boas sementes, a colheita será muito promissora.

A lei do retorno ela é gratuita, existem para todos e em diversas culturas ela é abordada com nomes distintos.. Quem nunca ouviu falar em Karma não é? Eu prefiro dizer que ela é a lei da doação de amor, você doa coisa boa e recebe isso com muita abundância.. Nota-se que falta muito disso na atualidade, ainda mais com todos mais "donos da verdade" sem vontade alguma de distribuir carinho.

Perdi as contas de quantas vezes fechei essa postagem pensando se realmente deveria falar de algo que adotei como um mantra para mim, fechei e abri por tantas incertezas na alma e se realmente vocês iriam querer ler um desabafo tão confuso, estou sendo fiel ao meu cérebro nada coeso e colocando exatamente as palavras da forma que elas estão vindo, como se meus dedos fossem labirintos e isso adota um pouco da minha confusão de todas as manhãs, mas isso não tem relação com a lei do retorno. 

Tá, a lei do retorno.. Não há nenhuma novidade nela.
Pessoas que usam outras de escada acham que a vida é incrível e tudo fica por isso mesmo, mas são as pessoas mais solitárias da vida! Não existem maneiras de enganar o que seu coração sente sabe, por mais que você dê sorrisos dizendo "nossa, comigo está tudo ótimo" fará diminuir aquela dor e solidão que chega quando se está no vazio da sua casa, não há dinheiro no mundo que muda isso... E normalmente não há lembranças dos degraus que se resolveu arrumar para subir né, mas a vida tratou de lembrar - ela tem uma boa memória.. de elefante até.
Percebemos então que a lei do retorno existe até nos pequenos detalhes, é só prestar atenção. E nesse monte de palavras desconexas tão certas eu findo meus pensamentos esvoaçantes, e deixo uma questão. A lei do retorno existe para você? Pois ela existe, mas percebê-la é tarefa individual.

Eu não seguro meus devaneios.

Foto/Reprodução

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.